Terça-feira, 20 de Novembro de 2007

Poderia amor

Poderia ser poema fluindo nas tuas mãos carícias
Poderia ser canção na tua voz prenúncio de um sonho
E ser palavra desventrada no teu peito a derreter

Ser asa erguida do teu corpo de mulher
Ser papel vazio e tanta coisa por dizer

Poderia ser agora sem jamais me perder
Sentir apenas um momento de prazer
Saber dentro do tanto que tenho a aprender
E, enfim, mergulhar nessas águas delícias
Rumando ao porto de paz em que te tomo

Poderia mudar o vento e voltar a acreditar
E viver esta vida dentro de ti
Mulher que eu amo

Poderia em ti renascer
O amor sem dor

Meu amor
                   Poderia...

Manuel Neves

Índice:
publicado por A flor da pele às 21:24
link do post | comentar | favorito

"Aquele que possui o teu tempo, possui a tua mente.
Muda o teu tempo e mudarás a tua mente.
Muda a tua mente e mudarás o mundo."

(José Argüelles)

translações

Amanhecer (te)

Recauchutado

AMAduraR

Amor e carne...

Poeta sem classe

Isto!

Amar sem tempo...

Sem ti

Amar (te)

A folha branca

memorandum

Índice

poesia

todas as tags

blogs SAPO

subscrever feeds