Segunda-feira, 26 de Novembro de 2007

Sedento

Pesa-me este tempo vazio no peito
    
esta vontade de galgar horas e dias
         
este partir sem destino nem rumo
              
esta angústia inexplicável

               Pesa-me o mundo sobre a vida
                   
busco nas ondas respostas
                        
busco no ar o prazer invisível
                             
busco um amor ausente

                                                                 Pesam-me as palavras
                                                                                                      
perdidas
                                                     
sofridas

                                                                               amadas

                                                            Manuel Neves

Índice:
publicado por A flor da pele às 21:29
link do post | comentar | favorito
|

"Aquele que possui o teu tempo, possui a tua mente.
Muda o teu tempo e mudarás a tua mente.
Muda a tua mente e mudarás o mundo."

(José Argüelles)

translações

Amanhecer (te)

Recauchutado

AMAduraR

Amor e carne...

Poeta sem classe

Isto!

Amar sem tempo...

Sem ti

Amar (te)

A folha branca

memorandum

Índice

poesia

todas as tags



blogs SAPO

subscrever feeds